Sobre a Casa do Mestre




Dona Maria


A história desta Casa de Caridade está relacionada à vida da fundadora Maria da Conceição Medeiros.

Em 1935, Maria já exercia atividades espirituais fazendo peregrinações a várias casas, pois ainda não tinha local apropriado para instalar uma sede.

Nesta época, trabalhava mediunicamente com o Dr. Ananias para consultas e operações espirituais.

Maria, muito caridosa, jamais abandonou sua missão. Vivia para ajudar os outros com atendimento espiritual e suprimentos para os necessitados. Desde nossa fundação até 1991, realizaram-se campanhas anuais em prol dos sanatórios de Campos de Jordão e à Casas de Caridade de Santos e São Vicente, doando-se roupas e alimentos.

Até dia 13 de junho de 1979, a Casa do Mestre funcionou na Rua Almirante Barroso e depois de 23 anos de luta, conseguimos erguer a nossa sede própria. A partir de 1992, os nossos esforços direcionaram-se à nossa Creche. Essa outra missão trazida pela espiritualidade, tinha como objetivo formar um núcleo assistencial para crianças carentes. Para isso, com muito suor e dedicação foi adquirido um imóvel antigo através de eventos ( Choppadas, Churrascadas, Almoços, etc ) e doações.

Mas, por burocracias e falta de ajuda política, infelizmente o sonho da creche chegou ao fim.

Dr. Aroldo Ramos


Em 1953, Maria passou a receber o Doutor Haroldo Ramos, presidente espiritual da Casa, que trouxe o nome correto para a Instituição: Casa do Mestre, Fé, Esperança e Caridade.

No dia 13 de junho de 1956, fundou-se a Casa do Mestre, atualmente situada na Rua Espírito Santo, 132, no bairro Campo Grande, em Santos.

Ele nasceu na cidade de Serra de Sant`anna, Estado da Bahia, a 23 de setembro de 1893.

Era filho de Silvino Santos Ramos e Maria Irizaldina Ramos. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Bahia, em Janeiro de 1919.

Foi inscrito no Corpo Clínico da Santa Casa de Misericórdia de Santos em 24 de Maio de 1926, onde trabalhou até o seu falecimento, quando ocupava o cargo de Chefe da Clínica Obstétrica.

Foi casado com Adélia Pinto Ramos, com quem teve duas filhas.

Faleceu a 16 de Dezembro de 1961, aos 68 anos de idade.

Aceitamos Doações!


Como toda casa de caridade, temos custos para nos manter.

Fazemos eventos beneficentes todos os meses, e é claro que são todos bem-vindos para comparecer.

Porém muitas vezes o dinheiro arrecadado não é suficiente para conseguirmos fazer tudo o que gostaríamos.

Ficaríamos muito gratos com quem pudesse ajudar. Para fazer uma doação anônima, clique no link a seguir:


Publicidade

Venha nos Conhecer!


Entre em Contato